Igreja Deus é Amor se pronuncia sobre pastor que agrediu esposa ao vivo
22/09/2020 16:26 em Igreja

A Igreja Pentecostal Deus é Amor publicou um comunicado oficial acerca do pastor que agrediu verbalmente a esposa durante uma live. Pelas redes sociais, a igreja reforçou o absoluto repúdio à violência doméstica e contra as mulheres e ainda publicou um vídeo gravado pelo pastor-presidente do conselho executivo, Roberto Marena.

“Qualquer tipo de violência, principalmente no âmbito doméstico, é totalmente contrária aos princípios cristãos e aos ensinamentos apregoados na Bíblia Sagrada, nossa base de fé. Devemos nos lembrar que violência doméstica não é apenas pecado, é também um crime! Como cristãos devemos combater atitudes como essa de forma muito enérgica”, declarou o pastor.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A IGREJA PENTECOSTAL DEUS É AMOR vem pelo presente comunicado reforçar o seu absoluto repúdio à violência doméstica e contra as mulheres. Atualizando a todos sobre o ocorrido: O Pastor foi afastado da nossa instituição e todas as medidas cabíveis foram tomadas. A esposa do Pastor está recebendo todo suporte necessário neste momento. Nunca nos esqueçamos do que a bíblia nos fala em 1 Coríntios 11:11-12: “Pois, assim como a mulher proveio do homem, também o homem nasce da mulher. Mas tudo provém de Deus.” #ipda #deuseamor #amor #deus #oracao #fé #diganãoaviolencia #violencianao #justiça #comunicado evangelho #jesus

Uma publicação compartilhada por Igreja Pentecostal Deus é Amor (@igrejadeuseamoroficial) em

A nota oficial da igreja informou que o pastor identificado como Edson Araújo, da Deus é Amor de São Paulo, foi afastado e todas as medidas cabíveis já estão sendo tomadas. A esposa de Edson, identificada como Débora, está recebendo todo o suporte necessário.

O pastor David Miranda Neto, que é neto do fundador da Igreja Deus é Amor, o missionário David Martins Miranda, também prestou esclarecimentos sobre o caso. Por meio de um vídeo, ele explicou que Edson, na verdade, é um diácono da igreja. Neto disse que a Deus é Amor está agindo em prol da vítima e que a Justiça será acionada se for necessário. Ele também pediu orações em prol do casal.

“Isso vai completamente contra todos os princípios e valores da nossa igreja e todos os valores cristãos que acreditamos na Bíblia. Qualquer tipo de agressão vai contra os princípios que nós temos. A esposa está tendo todo o auxílio e amparo para que qualquer dano seja restituído. Ela necessita de ajuda. Nós estamos fazendo como restituição porque nós cremos em ajudar os oprimidos. Se necessário for, as autoridades também serão envolvidas no caso e não seremos coniventes com nenhum tipo de erro”

O caso

O pastor Edson Araújo, da igreja Deus é Amor, em São Paulo, que foi flagrado agredindo sua esposa durante uma transmissão ao vivo no Facebook, gravou um vídeo reconhecendo o erro e pedindo perdão.

O pastor costuma fazer lives religiosas, com leituras da bíblia e profecias que normalmente atraem um número razoável de pessoas.

No vídeo, que está sendo altamente divulgado nas redes sociais, o pastor Araújo está sentando se preparando para uma pregação quando levanta para ajeitar a posição do equipamento que faria a filmagem. Um barulho de tapa é ouvido por trás da câmera e o equipamento se mexe.

“Que saco, merda. Arruma as coisas direito, imbecil. Arruma o negócio direito”, diz o pastor em questão.

Araújo retorna ao assento enquanto xinga a mulher, Debora, com quem realiza as transmissões na internet.

Após se sentar e respirar fundo, ele se dirige à câmera, já iniciando a pregação: “Aceitem a paz do senhor”.

Diante da repercussão negativa, Araújo apagou o vídeo e publicou outro, no dia seguinte, explicando o ocorrido e pedindo perdão.

No vídeo em que gravou ao lado da esposa, o pastor pede perdão a ela pelo que fez, se desculpa com seus familiares e também pede perdão ao seu pastor e aos internautas.

O pastor afirmou que os dois são casados há quatro anos e nunca tiveram problemas. Ele também pediu perdão à comunidade e repetiu se tratar de uma conduta que não condiz ao que ele representa.

Fonte: Pleno News

COMENTÁRIOS