MENU
Cristãos enfrentam -22 °C para evangelizar na Mongólia, onde há escassez de igrejas
21/12/2022 16:02 em Novidades

Nem mesmo as temperaturas abaixo de zero são impedimento para os evangelistas do Leste Asiático. Na Mongólia, país conhecido pelo inverno gelado, a temperatura média diária em dezembro é de 22 graus negativos.  

Nos meses mais frios do ano, coisas básicas como caminhar ao ar livre e respirar o ar gelado por muito tempo podem ser desafiadoras. Mas isso não impediu que uma igreja da Mongólia aproveitasse as oportunidades únicas de evangelizar durante a estação.

Todos os sábados, vários cristãos passam o tempo dirigindo pela cidade, à procura de alguém que esteja caminhando. Quando encontram um pedestre, oferecem uma carona com o intuito de pregar o Evangelho. 

Normalmente, durante o trajeto, eles encontram oportunidades de compartilhar sobre Cristo.

Eileen Swarr, uma trabalhadora da International Mission Board (IMB), a Junta de Missão Internacional da Batista, disse que os membros da igreja sempre testemunham o agir de Deus por meio desses esforços.  

“Quase todas as semanas, durante o momento de testemunhos na igreja, as pessoas contam que depois de orar, antes de sair para evangelizar aos sábados, elas foram dirigidas por Deus a uma pessoa específica, que teve o coração preparado para crer”, disse Eileen à IMB.

A igreja também está planejando uma campanha de Natal evangelística, com outras duas pequenas igrejas na mesma cidade — por meses, todos têm orado por cinco amigos ou familiares com quem possam compartilhar o Evangelho. Regados de oração, eles irão convidá-los para um culto especial de Natal que as igrejas realizarão juntas. 

Menos de 2% da população da Mongólia é cristã e mais de 200 condados do país não têm presença de uma igreja. Há uma grande necessidade de cristãos locais plantarem igrejas saudáveis ​​e multiplicadoras. 

Eileen diz que foi encorajada pelo coração que essas igrejas têm pelo evangelismo. “Sua posição firme me encoraja a ser uma testemunha mais ousada”, disse ela.  

Fonte: Guiame com informações de IMB

COMENTÁRIOS