Morre terceira vítima do tiroteio em igreja do Alabama, nos Estados Unidos
18/06/2022 20:18 em Crime

Um homem de 71 anos – que matou a tiros três idosos na reunião de um grupo da igreja no Alabama, nos EUA, na noite da última quinta-feira (16) – foi detido por outra pessoa no local até a chegada da polícia, disseram as autoridades na sexta-feira (17).

O suspeito matou a tiros Walter Rainey, 84 anos, e Sarah Yeager, de 75 anos, durante o jantar de um pequeno grupo na Igreja Episcopal de Santo Estêvão em Vestavia Hills, nos arredores de Birmingham, disse a polícia.

A terceira vítima baleada, uma mulher de 84 anos cuja família pediu que seu nome não fosse revelado, morreu na sexta-feira (17) em um hospital, segundo a polícia de Vestavia Hills.

O suspeito frequentava a igreja e estava no jantar quando sacou uma arma e começou a atirar. Alguém no evento “dominou o suspeito e o segurou até a chegada da polícia”, disse Ware, que afirmou que a polícia foi chamada às 18h22.

“A pessoa que o deteve é um herói”, disse Ware.

Os Estados Unidos se encontram em meio a um particular aumento da violência armada. O pior caso mais recente foi na escola de ensino fundamental da localidade de Uvalde, no estado do Texas, em 24 de maio passado. Nele, 19 menores e duas professoras foram mortos por um atirador.

No sábado, milhares de pessoas se reuniram nos EUA e no National Mall em Washington, DC, para renovar os pedidos de medidas mais rígidas de controle de armas. Sobreviventes de tiroteios em massa e outros incidentes de violência armada pressionaram os legisladores e testemunharam no Capitólio no início deste mês.

Desde o início do ano, mais de 20.000 pessoas morreram por causa da violência decorrente de armas de fogo nos Estados Unidos, conforme a ONG Gun Violence Archive, incluindo mortes por suicídio.

Fonte: Folha Gospel com informações de CNN Brasil, CBN News e G1

COMENTÁRIOS